anciti.org.br

ANCITI MARCA PRESENÇA NA SMART CITIES BUSINESS 2024

Sob o tema “Nova Agenda Urbana”, foi realizada nos dias 14 e 15 de maio, em São Paulo, a edição de 2024 da Smart Cities Business Brasil (SCB24). A Anciti mais uma vez marcou presença neste importante evento do setor, com a participação de vários diretores em diferentes painéis do encontro.

O SCB24 é um convite para repensar sistemas existentes, garantir oportunidades iguais e desenvolver conexões genuínas, moldando uma visão onde as cidades são guiadas pelo bem-estar de seus habitantes, conduzindo a uma nova era de desenvolvimento urbano centrado nas pessoas.

No moderno Pro Magno Centro de Eventos foram promovidos debates que tratavam sobre a abordagem transformadora para as cidades, onde as pessoas se tornam o cerne do planejamento urbano. Para os organizadores, a urbanização não é apenas sobre estruturas, mas sobre criar um ambiente inclusivo, acessível e diversificado, onde os ecossistemas de negócios trabalham para desenvolver soluções para as pessoas.

O estande da Anciti tornou-se ponto de encontro de palestrantes, executivos do segmento e representantes do Legislativo para a troca de informações sobre cidades que prosperam, evoluem e florescem com base nas necessidades e aspirações de cada cidadão e onde os negócios estão aliados a essas necessidades.

As propostas da Entidade estão em completa sintonia com as ideias inovadoras discutidas no SBC24, que priorizam as necessidades das pessoas no cenário urbano. Johann Dantas, presidente da Anciti, ratifica a afirmação: “Nossa Associação está sempre em busca de melhores práticas que possam ser adotadas por nossos associados, às quais revertem diretamente no bem-estar do munícipe”. “Participar de encontros como o SBC24 é fundamental para nos mantermos atualizados com o que vem sendo desenvolvido no país no tema de cidades inteligentes”, conclui. A Anciti agora se prepara para realizar também em São Paulo, nos dias 4 e 5 de junho, o Smart Gov Sudeste 2024, no Hotel Renaissance. O tema do evento será “Tecnologias e Políticas para o Desenvolvimento Urbano”. Para mais informações e inscrições, consulte o site da Anciti.

Zurique retoma título de cidade mais inteligente do mundo em 2024, enquanto Santiago lidera na América Latina


Zurique, na Suíça, mais uma vez se destaca como a cidade mais inteligente do mundo, de acordo com o Índice de Cidades Inteligentes 2024 do Observatório de Cidades Inteligentes do Centro Mundial de Competitividade do IMD. Esta é a segunda vez consecutiva que a cidade conquista o primeiro lugar, demonstrando seu compromisso contínuo com a inovação e a excelência em diversos setores.


No ranking geral, as 10 cidades mais inteligentes do mundo são:
Zurique, Suíça
Singapura
Amsterdã, Países Baixos
Copenhague, Dinamarca
Hong Kong, China
Genebra, Suíça
Helsinque, Finlândia
Oslo, Noruega
Auckland, Nova Zelândia
Vancouver, Canadá


É importante destacar o desempenho das cidades latino-americanas no ranking. Santiago, Chile, ocupa a 91ª posição geral, sendo a cidade mais inteligente da América Latina. Seguem-se Buenos Aires, Argentina (1.151ª) e Montevidéu, Uruguai (1.191ª). Brasília se encontra na 131ª posição geral, ocupando o posto de cidade mais inteligente do Brasil.


Outras cidades brasileiras também figuraram no ranking:
São Paulo (1.301ª)
Rio de Janeiro (1.366ª)
Curitiba (1.531ª)
Brasília (1.591ª)
Salvador (1.691ª)
Belo Horizonte (1.721ª)


O Índice de Cidades Inteligentes avalia as cidades em cinco categorias principais:
Infraestrutura: avalia a qualidade da infraestrutura física e digital da cidade, incluindo transporte público, energia, telecomunicações e internet.


Meio Ambiente: avalia o compromisso da cidade com a sustentabilidade e a proteção ambiental, incluindo gestão de resíduos, qualidade do ar e água, e uso de energia renovável.
Economia: avalia o desempenho econômico da cidade, incluindo competitividade, inovação e criação de empregos.
Sociais: avalia a qualidade de vida dos cidadãos, incluindo saúde, educação, segurança e acesso à cultura.
Governança: avalia a eficiência e a transparência da administração pública da cidade, incluindo participação dos cidadãos e uso de dados.

O ranking considera apenas cidades com mais de 100 mil habitantes e tem metodologia complexa que leva em consideração diversos indicadores. Este índice de Cidades Inteligentes procura oferecer uma visão abrangente do desempenho das cidades em diversos aspectos importantes e sinaliza que as administrações públicas que mais se destacam são aquelas que estão investindo em inovação, sustentabilidade e qualidade de vida para seus cidadãos.

O relatório completo do Observatório de Cidades Inteligentes do Centro Mundial de Competitividade do IMD pode ser acessado no seguinte link: https://www.imd.org/smart-city-observatory/home/

Um pouco do Smart Gov Nordeste

No contexto de aprimoramento contínuo das gestões públicas por meio da tecnologia, os municípios de Aracaju, Porto Alegre e São Paulo deram um passo significativo ao firmarem um acordo de cooperação no último dia 11 de abril. Esse acordo, celebrado por representantes das principais entidades de processamento de dados municipais – a Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa), a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (Prodam-SP) e a prefeitura de Aracaju – visa a implementação de inovações em inteligência artificial para fomentar melhorias tangíveis na qualidade de vida dos cidadãos.

Este termo de cooperação, com duração inicial de 12 meses e possibilidade de renovação, pretende consolidar um ambiente de governo digital e cidades inteligentes. Através dessa parceria, as capitais envolvidas se comprometem a compartilhar conhecimentos e experiências para desenvolver soluções conjuntas, conforme destacou Johann Dantas, presidente da Prodam-SP.

O projeto em Porto Alegre para detecção de buracos em vias públicas utilizando câmeras em veículos, projeto este que alcançou 72% de efetividade em seus testes iniciais e contou com a parceria do tribunal de contas estadual para validar a qualidade do asfalto. Letícia Batistela, presidente da Procempa, reforça a importância de testar e refinar essas soluções em um esforço conjunto entre municípios.

O Smart Gov NE, um evento que ocorreu nos dias 10 e 11 de abril em Aracaju, destacando-se pela apresentação de iniciativas bem-sucedidas e pela discussão sobre o uso de Inteligência Artificial. O evento contou com a presença de gestores de tecnologia, secretários municipais, prefeitos e representantes de mais de 60 cidades de diversas regiões do Brasil. Cidades como Campinas, Araguaína, Saquarema, Aracaju, Rio de Janeiro, Niterói e Itajubá apresentaram seus projetos.

Durante o Smart Gov NE, foram apresentadas diversas soluções inovadoras que exemplificam como a tecnologia pode transformar positivamente a administração pública e a vida dos cidadãos. Dentre os destaques, estiveram os sistemas de monitoramento da presença de alunos nas escolas e o uso de prontuários eletrônicos em Aracaju, demonstrando como a cidade vem incorporando a modernização em sua gestão.

Uma das palestras que teve sinergia com o tema do evento foi conduzida pela Professora Kelly Paz, Doutora em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS), onde lidera o grupo de pesquisa “Cidade Inteligente e Criativa: Reflexões e aplicações em contextos urbanos”. Sua contribuição enfatizou a importância de reflexões acadêmicas e práticas aplicadas na construção de cidades mais inteligentes e adaptativas.

Adicionalmente, o evento contou com significativa participação de empresas na área de tecnologia, que apresentaram suas soluções inovadoras. A empresa Educacional destacou-se com soluções tecnológicas voltadas para a educação. O SERPRO apresentou a arquitetura que será utilizada no novo sistema tributário do país, enquanto a Fortinet focou intensamente na segurança cibernética. A 3Structure, por sua vez, introduziu uma plataforma que localiza informações e interpreta resultados de maneira inteligente, visando a análise de riscos e compliance de empresas e pessoas.

Um destaque do evento foi o primeiro ANCITI Startups, onde cerca de oito startups tiveram a oportunidade de apresentar seus projetos inovadores à plateia. Através de uma votação eletrônica, essas startups foram premiadas e reconhecidas por suas soluções aderentes às necessidades atuais. Este segmento permitiu que gestores públicos interagissem diretamente com os empreendedores.

ANCITI no Conecta Recife 2024

ANCITI esteve presente no Conecta Recife, oportunidade de conhecer uma gama diversificada de soluções, direcionados a aprimorar o atendimento aos munícipes. O evento abordou uma série de tópicos cruciais, desde a transformação digital até a necessidade de olhar os excluídos dos serviços digitais, passando pela importância do ESG (Environmental, Social and Governance), serviços para cidadãos, segurança cibernética, Inteligência Artificial e as diversas formas de contribuir para a transformação das cidades e, consequentemente, das vidas dos habitantes.

Em um dos painéis, dedicado a Associação Nacional de Cidades Inteligentes, Tecnológicas e Inovadoras (ANCITI), com tema “Desafio dos municípios no uso de Inteligência Artificial”. Foram explorados os desafios enfrentados para implementar a inteligência artificial na administração pública, bem como foram destacadas as aplicações já em andamento. Entre os participantes desse painel estavam Jean Mattos (presidente da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte), Letícia Batistella (presidente da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação de Porto Alegre – Procempa), Johann Dantas (presidente da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo – Prodam) e Bernardo D’Almeida (presidente da Empresa de Informática Municipal do Recife – Emprel).

Durante o debate, Johann Dantas compartilhou insights sobre as soluções de IA já implantadas na cidade de São Paulo. Ele destacou exemplos práticos, como o modelo já em teste da solução para solicitar uma vasta gama de documentos, os quais são prontamente gerados pelo sistema em questão de minutos. Esses documentos podem incluir relatórios, justificativas e petições. Além disso, Dantas mencionou o “classifica.ai”, uma ferramenta que automatiza a classificação de documentos e gera resumos, permitindo a separação e o envio corretos dos documentos sem intervenção manual do usuário. Ele também observou que diversas secretarias do municipio de São Paulo já estão testando soluções similares de IA para uso interno.

Letícia Batistella também trouxe uma contribuição valiosa para o debate, compartilhando as iniciativas inovadoras da Procempa. Ela destacou que a empresa deu início a testes de um aplicativo criado e desenvolvido pela companhia que fotografa lesões de pele e indica a probabilidade de serem cancerígenas ou não, embasando o diagnóstico do paciente. A tecnologia por trás do aplicativo é a inteligência artificial, treinada com mais de 80 mil imagens. O resultado dos testes realizados com o aplicativo será comparado com os exames das biópsias dos pacientes, podendo verificar se o modelo de inteligência artificial foi assertivo.

Além disso, o presidente da Prodabel enfatizou a importância de a administração pública participar ativamente do debate sobre a qualidade dos dados utilizados nas análises de IA, a transparência dos algoritmos e a democratização do acesso à tecnologia. Ele ressaltou que essas questões são fundamentais para garantir que a implementação de IA seja ética, transparente e inclusiva. A cidade de Belo Horizonte, por meio da Prodabel, está profundamente engajada nessa discussão, reconhecendo o vasto potencial das aplicações de IA para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e impulsionar o desenvolvimento urbano sustentável.

Como balanço do evento, nota-se um compromisso dos gestores com a inovação e a governança tecnológica para tornar cidades mais inteligentes e mais conectada, buscando constantemente maneiras de utilizar a tecnologia para enfrentar os desafios urbanos contemporâneos com a melhor prestação de serviços aos cidadãos e cidades.

Reinventando Cidades para todos – Smart City Expo 2024

Smart City Expo Curitiba é o maior evento de cidades inteligentes do Brasil.
Com o tema “Reinventando cidades para todos”, a quinta edição do evento será
realizada nos dias 20, 21 e 22 de março de 2024 no Centro de Eventos Positivo,
no Parque Barigui, e reunirá representantes do setor público, empresas,
universidades e sociedade civil. O objetivo do evento é reinventar as cidades
para torná-las mais sustentáveis e eficientes, contemplando soluções
tecnológicas. Além disso, o evento oferece oportunidades de networking,
apresentação de projetos inovadores e troca de conhecimento entre os
participantes.

ANCITI é um apoiador institucional do evento e gostaríamos de convidar você a
participar do Smart City Expo Curitiba. Como uma instituição que valoriza o
desenvolvimento urbano sustentável e a inovação, acreditamos que este evento
oferece uma plataforma única para conectar-se com líderes do setor,
compartilhar conhecimentos e explorar soluções inovadoras para os desafios
urbanos de hoje.

O Smart City Expo Curitiba reúne especialistas, governantes, empresas e cidadãos
engajados em discutir e moldar o futuro das cidades inteligentes. Este ano, o
evento se concentrará na temática “Reinventando cidades para todos”,
explorando as últimas tendências e tecnologias que estão transformando nossas
comunidades em lugares mais conectados, inclusivos e sustentáveis.

Como apoiador institucional do evento, temos o prazer de oferecer a você um desconto
de 20% na compra de ingressos. Esta é uma oportunidade única para participar de
palestras inspiradoras, workshops interativos, exposições de última geração e
networking exclusivo com os principais players do setor.

Junte-se a nós e faça parte desta jornada emocionante rumo a cidades mais sustentável para as cidades e seus cidadãos

Diretoria ANCITI visita Prefeito de Aracaju

Os debates em torno da inovação e da transformação digital ganham cada vez mais destaque, tanto no Brasil quanto no cenário global. Contudo, no âmbito do setor público, em especial, no setor municipal, a adoção de novas tecnologias ainda se depara com obstáculos significativos. Estimular a inovação nas instâncias governamentais demanda um esforço conjunto de todos os atores envolvidos – uma jornada desafiadora, porém imprescindível para assegurar um governo mais dinâmico, transparente e centrado no cidadão. Apesar das adversidades, urge que a transformação digital no setor público avance para se alinhar ao ritmo e às demandas da sociedade contemporânea.

Essa é uma das missões da ANCITI: promover o debate e o compartilhamento de iniciativas entre governos.

Por isso, fizemos o convite ao Prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira e ao seu secretariado, que prontamente foi aceito, para participarem do SmartGov Aracaju nos dias 10 e 11 de abril.

Várias cidades estarão com seus representantes compartilhando suas ações e projetos seguindo o conceito de cidades comprometidas com o desenvolvimento urbano e a transformação digital sustentáveis, em seus aspectos econômicos, ambientais e socioculturais, atuando de forma planejada, inovadora, inclusiva e em rede.

Prêmio ANCITI Awards 2023 reconhece empenho de 22 cidades em tecnologia e inovação

Prêmio ANCITI Awards 2023 reconhece empenho de 22 cidades em tecnologia e inovação

Várias capitais brasileiras e municípios de médio e pequeno portes tiveram projetos agraciados pela Associação Nacional das Cidades Inteligentes, Tecnológicas e Inovadoras

O ANCITI Awards 2023, premiação realizada pela Associação Nacional das Cidades Inteligentes, Tecnológicas e Inovadoras (ANCITI), em parceria com a Bright Cities, premiou 15 municípios brasileiros por apresentarem projetos sobre o tema “Desafios e Estratégias Inovadoras para Alavancar as Finanças Públicas”, além de selecionar outras 7 cidades em destaques diversos. Recife, pela segunda vez consecutiva, ficou em primeiro lugar no ranking cidades com mais de 500 mil habitantes.

Os municípios paulistas de Jaguariúna e Jundiaí, respectivamente, conquistaram o primeiro lugar nas categorias cidades com até 100 mil habitantes e cidades de 100 mil a 500 mil habitantes. A premiação ocorreu quinta-feira (6), no primeiro dia do Smart Gov Brasil, evento nacional da ANCITI, cujo objetivo é discutir soluções de inovação e tecnologia na gestão pública, a fim de melhorar a qualidade de vida da população. A solenidade de entrega dos troféus aconteceu no Rio de Janeiro.

Para concorrer, os municípios precisaram responder questionário com 170 perguntas, além de apresentar as evidências dos resultados e realização dos projetos. A responsável pela execução dessa etapa do prêmio foi a Bright Cities, gov tech que faz diagnósticos das cidades e sugere soluções de inovação e tecnologia para superar os gaps encontrados nos mais diversos setores da administração pública.

O presidente da ANCITI, Johann Dantas comemorou o balanço das gestões municipais em 2023. “No primeiro dia do evento, estiveram aqui municípios que representam essa pluralidade do Brasil. Cidades de pequeno e médio portes têm um grau de maturidade muito claro sobre investimentos na área de tecnologia e a transformação que esse investimento causa na vida do cidadão”, pontuou. “E o mais interessante é que são cases criados nos próprios municípios. A tecnologia está permitindo que o autodidata, que é aquele que fica na ponta, possa fazer tecnologia sem depender das grandes empresas”, completou.

DESTAQUES

Na categoria em que a capital pernambucana ficou em primeiro lugar (cidades com mais de 500 mil habitantes), as demais posições foram conquistadas por Curitiba (premiada em Barcelona como a cidade mais inteligente do mundo), Belo Horizonte (premiada em primeiro lugar no Enap pelo seu programa de inclusão digital que tem a maior rede de Wi-Fi gratuito do Brasil), Rio de Janeiro (investindo para se tornar a capital da inovação com tecnologias disruptivas e foco na economia verde) e Porto Alegre (utilizando a tecnologia para redução de filas para exames, consultas e cirurgias), respectivamente. Recife é reconhecido como o município que mais que dispara WhatsApp para empregar serviços municipais digitais do mundo.

OUTROS RECORTES

Além de Jaguariúna (incentivos fiscais e plantas de telecomunicação e tecnologia), o segundo, terceiro, quarto e quinto lugares da categoria cidades com até 100 mil habitantes foram conquistados por São Cristóvão/SE (solução avançada de iluminação pública), Lajeado/RS (investindo em espaços e inovação e formação), Itajubá/MG (estimulando a criação de empresas com base tecnológica) e Ipojuca/PE (destaque na área de tecnologia e segurança).

Na categoria Cidade de 100 mil a 500 mil habitantes, Jundiaí conquistou a primeira posição por ter investido R$ 15 milhões em tecnologia para segurança e mobilidade. Os demais colocados foram: Pindamonhangaba/SP (com tecnologias que dão precisão ao ecossistema urbano), Valinhos/SP (com a inovação, transformou o município em uma cidade digital), Maringá/PR (eficiência e sustentabilidade) e Petrolina/PE (redução de gastos públicos com o uso da tecnologia).

Aracaju/SE, Guarapuava/PR, Araguaína/TO, São Paulo/SP, São Luís/MA, Londrina/PR e Brasília/DF receberam reconhecimentos em destaques diversos.

Prêmio ANCITI Awards 2023 reconhece empenho de 22 cidades em tecnologia e inovação
Prêmio ANCITI Awards 2023 reconhece empenho de 22 cidades em tecnologia e inovação

Prefeituras usam inteligência artificial para melhorar arrecadação e combater evasão de tributos

O Rio de Janeiro recebe o Smart Gov Brasil, evento que vai debater e apresentar algumas das melhores estratégias para alavancar receitas municipais

O Rio de Janeiro recebe o Smart Gov Brasil, evento que vai debater e apresentar algumas das melhores estratégias para alavancar receitas municipais

O primeiro semestre deste ano não foi fácil para boa parte das 5.570 prefeituras espalhadas pelo Brasil. De acordo com levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), 2.362 cidades apresentaram déficit primário nos seis primeiros meses de 2023. O número é quase sete vezes maior do que o registrado no primeiro semestre do ano passado, cujo total foi de 342. Num cenário como esse, gestores têm recorrido, cada vez mais, à tecnologia, especialmente soluções envolvendo a inteligência artificial, para melhorar a arrecadação e combater a evasão de impostos. Algumas dessas soluções serão apresentadas no Smart Gov Brasil, que acontece na cidade do Rio de Janeiro, entre 6 a 8 de dezembro. O evento é promovido pela Associação Nacional das Cidades Inteligentes, Tecnológicas e Inovadoras (Anciti) e parceiros.

O presidente da Anciti, Johann Dantas, salienta que num cenário em que todos vivem a expectativa da reforma tributária – cuja promessa maior é a simplificação de tributos, transparência e estímulo ao crescimento econômico –, na prática, ainda há muitas dúvidas sobre qual será o impacto real da nova legislação sobre as receitas municipais. “Com isso, os prefeitos se mobilizaram para fazer o dever de casa com a ajuda da tecnologia”, ressalta. “Então, a melhor estratégia sempre será investir em ferramentas que proporcionem um melhor gerenciamento dos gastos públicos”, complementa.

A proposta da Anciti é ser uma vitrine de cases de sucesso na gestão pública, estimulando o compartilhamento das soluções mais inovadoras e cujos resultados causem impactos positivos na vida dos munícipes. Entre as prefeituras que apresentarão trabalhos, estão Rio de Janeiro, Niterói (RJ), Pindamonhangaba (SP), Jaguariúna (SP), Contagem (MG), Porto Alegre (RS), Santa Maria (RS), Recife (PE) e Petrolina (PE).

Johann Dantas reforça que a Anciti se propõe a contribuir para a construção de um ecossistema de cidades inteligentes, tecnológicas e inovadoras no Brasil, capaz de promover o desenvolvimento sustentável, a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida para todos os cidadãos. “Nossa ideia, como instituição, é promover o intercâmbio de conhecimento e das melhores práticas entre as entidades de tecnologia da informação e comunicação (TIC) dos municípios brasileiros”, explica o titular da associação, lembrando que a Anciti tem apenas dois anos de existência.

Para ele, o desafio maior será fortalecer a atuação das empresas municipais de TIC e estimular a colaboração entre as cidades, visando a criação de redes integradas de inovação que possam atender às demandas e necessidades de cada região. “Estamos trabalhando incansavelmente para que o maior número possível de cidades despertem para a importância do uso da tecnologia na gestão municipal”, enfatiza.

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Kennedy Michiles
81 9 9732-3736
kmichiles@gmail.com

André Galvão
81 9 9967-6333
amalagueta1965@gmail.com

Maria Bettina Ferraz Novaes
81 9 9940-8478

Curitiba é eleita a cidade mais inteligente do mundo pelo World Smart City Awards 2023

Curitiba é eleita a cidade mais inteligente do mundo pelo World Smart City Awards 2023

Curitiba foi eleita a cidade mais inteligente do mundo pelo World Smart City Awards 2023. A maior premiação global de smart cities, que este ano acontece em Barcelona, na Espanha, é realizada durante o Smart City Expo World Congresso e busca homenagear os centros urbanos que adotam políticas públicas, unindo inovação e tecnologia, para melhorar a qualidade de vida da população.

Na categoria City Award (Prêmio Cidade), a capital paranaense concorreu com Barranquilla (Colômbia), Izmir (Turquia), Makati (Filipinas), Cascais (Portugal) e Sunderland (Inglaterra). Para a premiação, a capital paranaense apresentou a combinação de suas estratégias em diversas áreas, que tornaram o município mais inteligente e inovador.

O Instituto das Cidades Inteligentes, referência em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções completas para a gestão pública e colaborador da gestão municipal de Curitiba há mais 25 anos, participou da premiação. Associado da ANCITI, o ICI Curitiba foi representado pelo diretor de Infraestrutura e Operações da instituição, Fernando Matesco; e pelo diretor-presidente, Maurício Pimentel.

A ANCITI celebra a conquista de Curitiba junto ao ICI, sendo exemplo para todas as cidades brasileiras de como uma gestão pública inovadora pode transformar a qualidade de vida da população e, ainda, ser reconhecida mundialmente por isso.

Smart Gov Brasil discutirá inovação tecnológica para alavancar finanças públicas

Smart Gov Brasil discutirá inovação tecnológica para alavancar finanças públicas

O Smart Gov Brasil é um evento realizado pela Associação Nacional das Cidades Inteligentes, Tecnológicas e Inovadoras (ANCITI), no qual lideranças de todo o país se encontram para discutir projetos e soluções digitais que tragam mais qualidade de vida e eficiência aos municípios brasileiros. Este ano, o encontro, que acontecerá no Rio de Janeiro, durante os dias 6, 7 e 8 de dezembro, vai abordar o tema Desafios e Estratégias Inovadoras para Alavancar as Finanças Públicas.

De acordo com levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), 2.362 cidades brasileiras apresentaram déficit primário nos seis primeiros meses de 2023. O número é quase sete vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, cujo total foi de 342. Além disso, o índice representa 51% das 4.616 prefeituras que disponibilizaram informações no sistema integrado mantido pelo Tesouro Nacional.

Partindo desse cenário desafiador que se desdobrará a programação do Smart Gov Brasil 2023. Durante os três dias do evento, são esperados representantes de mais de 100 cidades brasileiras. Assim como nos demais encontros promovidos pela ANCITI, estarão presentes autoridades das esferas federal e estadual, para abordar de forma direta o tema escolhido como pauta principal.

As lideranças presentes poderão participar de debates, conferir apresentações de projetos e conhecer tecnologias e soluções dos fabricantes e parceiros patrocinadores da associação. Entre eles, estão Google, Fortinet, Positivo, Dell, RedHat, 3Structure, Tecno IT, SOGO, RW3 e L8. A programação também contará com o ANCITI Awards 2023, que premiará iniciativas municipais que dialoguem com o tema desta edição do encontro.

Último evento realizado pela ANCITI este ano, o Smart Gov Brasil 2023 acontece depois de uma série três encontros regionais no Nordeste, Sul e Centro-Oeste do Brasil. Neles, foram debatidas as ações de tecnologia e inovação, implementadas pelas gestões municipais nas áreas de saúde, cidadania e educação.

O Smart Gov Brasil, restrito a convidados e associados da ANCITI, será realizado no Hotel Grand Hyatt, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. As inscrições para a última edição do ano se encerram dia 6 de novembro e podem ser realizadas pelo link https://anciti.org.br/.

Pular para o conteúdo